4 passos para mudares o teu armário para o teu estilo ideal

4 passos para mudares o teu armário para o teu estilo ideal

A moda e os cuidados estéticos ainda são vistos na nossa sociedade como algo fútil e vazio, mas a verdade é que vivemos num mundo onde a aparência tem um valor cada vez mais elevado determinando o nosso futuro muitas vezes bem mais rápido do que a nossa inteligência, simpatia ou qualquer outra característica psicológica.

Para além de passarmos a nossa vida com essa sombra de que cuidar demasiado de nós nos torna fúteis, somos também bombardeadas com centenas de variações da frase “A tua aparência deve ser aquela com que te sentires melhor”. Calma, não é que eu não concorde que as pessoas devem ser, fazer e usar aquilo que quiserem e bem entenderem, só acho que deveríamos ter o cuidado de pelo menos explicar que sim, podem ter a aparência com a qual se sentirem melhor, mas sim, vão ser julgados por isso e sim, existem determinados padrões que fazem a diferença entre sermos vistos como pessoas de confiança, fortes, capazes, inteligentes ou sermos vistos como crianças, irresponsáveis, imaturos – mesmo que seja apenas uma fachada, apenas aparência, mas é assim que o ser humano funciona.

Porque sei que há sempre muita gente que começou agora a trabalhar, ou que não se sente bem com a maneira como se veste e gostava efetivamente de se vestir de uma forma que se identificasse mais com os valores que quer transmitir, escrevo este post para contar alguns dos truques que uso diariamente na minha luta entre vestir o que gosto e vestir-me de forma profissional.

 

capsule minimalist wardrobe

 

1. Inspiração e definição

Se estás a ler este artigo provavelmente já tens definido qual o tipo de estilo que gostarias de ter, simplesmente não sabes como adaptar o teu armário e como manter-te fiel a isso sem que aconteça estares à pressa um dia e acabares a cometer todos os erros de antigamente. Se é assim, podes passar diretamente para o ponto 2.

No entanto se chegaste aqui porque tens andado a pensar nisto mas ainda não tens bem definido o caminho que gostavas de seguir é por aí que deves começar. Como eu sempre digo não há nada melhor do que blogs, Pinterest e Instagram para tirar ideias e guardar inspirações. Deves fazer uma pesquisa durante algum tempo e ir guardando imagens de looks que achas que se enquadram com a maneira como gostarias de te vestir. Faz isto uma vez por semana ao longo de um mês, e também uma vez por semana volta a essa pasta onde guardaste os looks e apaga aqueles que já não te convencem assim tanto.

 

2. Limpeza do armário

Todas as mudanças ou adaptações de estilo têm de passar por aqui. A não ser que tenhas um budget ilimitado para simplesmente sair e comprar tudo e mais alguma coisa. Começa por tirar TUDO o que tens para fora, desde roupa a acessórios, e divide em três pilhas: a) coisas que já não te servem, já não gostas ou já não queres; b) coisas que queres manter mas não se adaptam ao novo estilo; c) coisas que se adaptam ao novo estilo.

Mas mais! Mais do que fazer esta divisão, irás ter de manter esta divisão no teu armário. Ou seja, as coisas da pilha a) devem ser doadas, ou colocadas no lixo caso já não estejam em condições. As pilhas b) e c) devem ser arrumadas em diferentes lugares. Isto porque se acordares à pressa e o que tiveres à mão forem apenas as coisas da pilha c), vai ser muito mais fácil criares um look aceitável. Se voltares a misturar todas as peças, o teu instinto irá levar-te a escolher looks com os quais já te sentiste confortável antes e portanto voltar ao estilo que não é que estivesse errado mas que, por exemplo, não transmite o ar profissional necessário.

 

3. Compras

Claro, é bem provável que vás necessitar de ir às compras, mas não significa que vás gastar uma fortuna. É preciso ser-se inteligente a fazer a lista de compras, perceber efetivamente o que faz falta mais de imediato e o que pode ser deixado para depois. É também provável que vás ter de mudar as lojas em que costumas ir às compras habitualmente, principalmente se estás à procura de um estilo mais profissional.

Se não te sentes muito confortável e estás insegura com medo de gastar dinheiro e acabar por falhar o objetivo, pondera em pedir ajuda a um profissional. Lembras-te do vídeo que fiz sobre looks profissionais em parceria com o Alegro? O serviço de stylist deles é completamente gratuito, podes pedir a ajuda da Inês Viana para escolher as peças que melhor se adaptam tanto ao novo estilo que queres como ao teu tipo de corpo e depois disso ficas com muitas bases para prosseguir as compras sozinha. E não, não és obrigada a fazer um valor mínimo de compras para usufruir deste serviço, é mesmo grátis.

 

4. Experimentar e anotar

Pode parecer uma coisa chata, mas a única maneira de ires ganhando sensibilidade à versatilidade do teu armário é pegares numa peça e veres o máximo de conjuntos que consegues fazer com ela mantendo-te dentro do estilo pretendido. Às vezes vais criar looks ridículos, outras vais acertar em cheio com peças que nem sonhavas que conjugavam tão bem. Vai anotando todos os looks que gostas para te ajudar a poupar tempo todas as manhãs.

 

 

“Veste-te para o trabalho que queres ter, não para aquele que já tens.”

 

 

Então e para quem adora t-shirts, gangas, ténis…?

As que me acompanham sabem que eu sou uma dessas pessoas. Gosto de conforto, adoro ténis e para piorar, sou fã incondicional do estilo mais boho/étnico que tão difícil é adaptar ao mercado de trabalho.

O que fiz para contornar isto foi deixar essas peças para o fim de semana, as férias, ou quando vou a algum lado à noite depois do trabalho. Quase como se existisse uma zona do meu armário que são as peças que fazem parte do “uniforme de trabalho”, e outra parte do meu armário são peças que eu adoro mas que não combinam com o look profissional que quero manter durante a semana.

 

 

 

Recentemente vi este artigo na Goop que me inspirou bastante. São 31 looks criados a partir de uma espécie de ‘capsule wardrobe’. Os ‘capsule wardrobes’ estão super na moda e, basicamente, consistem em conseguires construir todo um armário com um número reduzido de peças que combinam praticamente todas entre elas, que te assentam efetivamente bem e que preenchem os requisitos do teu estilo. Isso permite criares inúmeros looks sem grande preocupação porque sabes que o que quer que vistas dentro daquelas peças irá deixar-te sempre com bom ar.

 

month-of-outfits-goop

 

Mais artigos interessantes para ler:

 

 

Follow:

1 Comment

  1. 12 November 2016 / 1:14 pm

    Dicas super úteis e inteligentes. Adorei linda 🙂