A história do meu cabelo

A história do meu cabelo

Depois do dia lamechas de ontem, vamos lá então recuperar a pose e falar um bocadinho de outros assuntos.

São muitas as mensagens que recebo a pedir que conte como deixei crescer o cabelo, que fale sobre os produtos que uso ou que dê algumas dicas. Vou começar por contar a história do meu cabelo que mesmo assim já vai ficar longa. Podem continuar a deixar as vossas perguntas para novos posts sobre o assunto 🙂

oh maria_a história do meu cabelo

Nasci com caracóis, e até aos meus 16/17 anos sempre detestei o meu cabelo. Tinha de o lavar todos os dias de manhã e não o podia secar com secador. Usei imensos produtos para controlar os caracóis, as espumas eram as minhas melhores amigas mas secavam imenso o cabelo e era comum que o meu cabelo tivesse uma textura semelhante a palha de aço.

oh maria_a história do meu cabelo 4

No 12º ano decidi que era altura de arriscar. Até essa data nunca tinha feito nada radical ao meu cabelo. Cortava as pontas, tinha chegado a ter assim uma franja para o lado – que com caracóis não se podia fazer mais – e via todas as minhas amigas a cortarem, pintarem e fazerem imensas coisas e também queria. Assim fiz uma desfrisagem e um corte super estranho que acabei por odiar. A desfrisagem estragou um pouco o cabelo mas ajudou a ficar mais com ondas do que com caracóis e usando escova e secador todas as manhãs até conseguia um efeito que eu gostava. Não ficava liso por mais de 1h, mas pelo menos já não tinha aqueles caracóis todos cada um para seu lado.

oh maria_a história do meu cabelo 3

Um ano se passou e o meu cabelo começou a voltar ao normal. Então decidi arriscar no primeiro alisamento. Fiz um alisamento japonês – já que na altura não existiam todas as técnicas que existem agora, bem mais baratas e saudáveis – e ADOREI! O cabelo ficou muito estragado, quando ia ao banho na praia ficava com textura de palha de aço (again!) mas estava sempre liso. Podia até apanhar chuva, que não ficava com aqueles cabelos todos eriçados. Foi uma experiência brutal! Supostamente este tratamento teria efeito durante 6 meses, mas tudo depende do crescimento do cabelo. No meu caso notei efeitos quase plenos durante 8 meses e após essa data comecei a ter algumas ondas mas bastava passar a prancha e tinha o cabelo praticamente liso todo o dia.

oh maria_a história do meu cabelo 2

Com esta vantagem de cabelo liso pude arriscar mais e cheguei mesmo a usar franja. Foi uma tortura! O cabelo da franja era o cabelo mais novo e portanto aquele que não tinha levado com químico do alisamento. Enquanto estava junto ao restante cabelo, com o peso, parecia estar liso e bem, mas quando cortei a franja este cabelo tenta encaracolar então ficava a parecer um tufozinho. Péssimo! Escusado será dizer que os ganchos se tornaram nos meus melhores amigos até a franja crescer, porque por muito que alisasse só ficava bonita na primeira meia hora.

Um ano e meio depois do primeiro alisamento, fiz um segundo. Mas os resultados já não foram tão bons. O cabelo só ficou com aquele efeito mesmo liso durante 1 mês ou 2, depois voltou a ter alguns jeitos. Bem, comparado com os caracóis com que comecei esta história era um descanso ter estes jeitos, mas ainda assim achei que foi dinheiro mal gasto e agressão desnecessária ao cabelo.

oh maria_a história do meu cabelo 7

Desde aí nunca mais me meti em alisamentos. Decidi que queria deixar crescer o cabelo mas com tanta agressão era impossível. Estava super quebradiço e não passava muito dos ombros por mais que tentasse. Ainda experimentei usar extensões mas o efeito não ficou tão natural como eu esperaria e ainda me deixou o cabelo mais sensível. Portanto a única solução era mesmo cortar!

oh maria_a história do meu cabelo 8

Foi o que fiz, em 2013 ganhei coragem e cortei-o numa espécie de long bob. Adorei ver-me assim, embora ache que me dá um ar ainda mais novo.

oh maria_a história do meu cabelo 6

Depois desse corte o cabelo cresceu muito mais. Em outubro do ano passado apliquei pela primeira vez tinta. Fiz umas babylights que se notaram pouco mas que foram o meu primeiro risco no que toca a tintas. Esperava-se que abrissem mais, mas não aconteceu. Se comparar com fotos antigas noto que as pontas estão bem mais claras mas no dia a dia acho que não se notou grande diferença. Mas gostei, e esta aplicação de tinta trouxe-me uma grande vantagem: deixei de ter o cabelo oleoso. A minha raiz era extremamente oleosa, tanto que tinha de lavar o cabelo todos os dias, nem apanhado se safava. Agora consigo estar até dois dias sem lavar sem grande problema – no último já só usando apanhado, mas ainda dá.

como fazer caracóis em 5 minutos 10

Como gosto de variar por vezes uso o cabelo com os seus jeitos naturais, na maior parte das vezes aliso mas também uso caracóis. Eu até gosto de me ver com uns caracóis largos e bonitos, não gostava era de ter mesmo caracóis e não ter grande escolha, prefiro fazê-los apenas quando me apetece :p Recentemente descobri este modelador de caracóis automático da Philips que é um descanso, consigo ter os caracóis prontos e giros em 5/7 minutos portanto dá perfeitamente para o fazer de manhã antes de ir para o trabalho. Separo as mexas de cabelo, coloco no aparelho e ele faz o resto sozinho. Nem tenho o trabalho de estar em a enrolar o cabelo e a contar o tempo. No fim, aplico laca, passo os dedos pelo cabelo Melhor era impossível :p

como fazer caracóis em 5 minutos 5

como fazer caracóis em 5 minutos 6

 

O gostarias de ver num próximo post sobre cabelo?
Sending
(Visited 5,011 times, 1 visits today)
Follow:

3 Comments

  1. Mary Matos
    22 March 2016 / 7:47 pm

    Gostei muito deste post! 🙂 O meu cabelo também é super oleoso = há cerca de dois anos tive a minha primeira experiência com coloração mas fiz apenas californianas nunca pintei a raiz. Também já tive franja e apesar de ter o cabelo liso na altura não tinha placa para alisar..então a franja era um terror! lool

  2. 21 March 2016 / 9:10 am

    gostei de conhecer a história do teu cabelo – não fazia ideia que era naturalmente encaracolado!
    nunca fiz alisamento porque o meu é naturalmente liso, mas tenho vindo a pensar nisso para evitar os certos jeitos que às vezes ganha. fiquei bastante curiosa com esse modelador, fico a aguardar a review! 🙂

    18 and a life

  3. 20 March 2016 / 2:49 pm

    A história do teu cabelo é bastante parecida ao do meu, embora que eu ainda esteja na fase de ter de o cortar porque ele está mesmo estragado e já não cresce… estou a ganhar coragem 😛

    mas o teu é lindo, Maria!

    Beijinho grande,
    Carolina