a primeira vez que o meu filho dormiu fora

A primeira vez que o meu filho dormiu fora

Maternidade

O meu filho tem 8 meses e no fim de semana passado não dormiu em casa.

Alguns pais esperam até à viagem de finalistas ou algo assim do género, eu achei que era melhor começar já para nos irmos habituando.

A minha mãe tem sido uma grande ajuda no que ao Martim diz respeito, especialmente aos fins de semana quando o trabalho no Criar Um Blog aperta e preciso de alguém para tomar conta do meu filho. É ótimo que essa pessoa seja a avó, a relação deles tem-se desenvolvido de uma forma extraordinária, o que me deixa mesmo muito feliz.

Este fim de semana precisava que ela tomasse conta do Martim no domingo, mas não lhe dava jeito vir para Lisboa nesse dia e rapidamente lançou a sugestão “e se o trouxerem no sábado e ficar cá a dormir?”. Não foi algo que tivesse dito imediatamente que sim, confesso. Nunca tinha dormido sem o meu filho desde o dia em que ele nasceu. Sou a pessoa que passa os dias inteiros com ele, que cuida dele mais tempo, e não sabia bem se com 8 meses era a idade certa para o deixar ir dormir a outro lado.

No entanto, ando exausta. Os dentes começaram a dar sinal e as noites têm sido muito piores do que alguma vez foram – na verdade raramente tinham sido más. O Zé trabalha fora de casa e acaba por sobrar sempre para mim levantar à noite, de domingo a quinta. Mesmo nos dias em que não me calha, sextas e sábados, acordo com o Martim a chorar, acordo com o Zé a levantar e a deitar, por isso não se pode propriamente dizer que durmo descansada.

Por todas estas razões pensei, porque não? A minha mãe cuida tão bem ou melhor dele do que eu, sei que faz todo o gosto em tê-lo lá, e a ele também não lhe faz mal nenhum.

Então assim foi. Este fim de semana o meu filho não dormiu em casa, dormiu na avó. E o que é que eu senti? Na maior parte do tempo, algum alívio, algum descanso cerebral. Mas também saudades, sim, gosto muito dele e gosto de o ter por perto. Mas soube bem. Soube bem poder dormir uma noite de seguida sabendo que ele está a ser muito bem tratado na mesma e que isso não faz de mim pior mãe.

Agora é convencer a avó a ficar com ele uma noite por mês ou assim, para dar descanso aos meus miolos. Era um acordo fenomenal! Ehehehe

(Visited 1.133 times, 1 visits today)

Mais artigos para ti

  • Love Adventure Happiness
    29 Abril 2018 at 11:59 am

    Fazes muito bem… Claro que não és má mãe por te ter sabido bem dormir!