Casa dos Galegos // As primeiras férias a três

Casa dos Galegos // As primeiras férias a três

A maior parte das pessoas que conheço acham que depois de se ter filhos nunca mais se vai poder fazer nada na vida. Que os miúdos estão bem é em casa, e se não for em casa é perto de casa porque isto de levar a criançada para muito longe só lá para os 15 anos ou assim.

Eu não concordo nada com isso. Sigo imensas instagrammers com filhos bebés que passam a vida a viajar e ao olhar para aquelas crianças parecem-me extremamente felizes.

Por aqui não temos vida, por enquanto, para estar sempre a viajar, mas temos a certeza que não demorará muito até metermos o Martim num avião porque simplesmente acreditamos que com os cuidados certos não há mal nenhum em continuar a viver a vida levando o nosso filho connosco.

Por estar grávida, por todos os desconfortos associados a esses estado e por, quando fiquei de férias, estar na eminência de parir a qualquer momento, não fomos de férias para lado nenhum este ano, razão pela qual, assim que o Martim nasceu, disse ao Zé que queria aproveitar o facto de estarmos os dois de licença para irmos para qualquer lado. Em setembro o tempo ainda está bastante agradável e precisava mesmo de apanhar algum sol sem uma barriga gigante a incomodar.

Assim foi. Marcámos pelo Airbnb – se se registarem neste link têm 35€ de desconto na vossa primeira estadia – e fomos até Galegos, junto a Marvão, passar uma semana que valeu por tudo.

 

Fotos via Airbnb

 

O espaço chama-se Casa dos Galegos e é composto por três casas individuais, duas para hóspedes e uma onde mora o Daniel, o anfitrião. Cada uma das casas de hóspedes tem uma pequena piscina com água de nascente e existe um páteo comum com barbecue e vários cantinhos amorosos que convidam a passar tempo no exterior. A juntar a isto, na quinta existem 19 gatos que passeiam animadamente, descansam à sombra e estão sempre prontos para umas festinhas.

É um local em que a rede de telemóvel é praticamente inexistente e o silêncio pode ser realmente sentido. Aqui na cidade há sempre um burburinho de fundo, a qualquer hora do dia ou da noite, parece que a nossa cabeça nunca descansa verdadeiramente. Por lá começamos logo a sentir-nos relaxados, revigorados e em paz.

O Daniel recebeu-nos da melhor maneira possível e até tivemos direito a um pão alentejano ainda morno, uns bolos secos deliciosos e a duas famosas boleimas que nunca tínhamos provado e são fantásticas!

A pior parte foi mesmo ter sido tão pouco tempo e ter passado tão depressa.

 

Se quiserem experimentar este espaço nas vossas próximas férias podem reservar através do Airbnb (não se esqueçam que se se registarem pelo meu link têm 35€ de desconto) ou do Booking. Vão adorar! ♥

 

Follow:

1 Comment

  1. 26 September 2017 / 7:25 am

    ai que bom… Claro que podes continuar a fazer a tua vida com o Martim e viajar e tudo e tudo 😀

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *