Como ter um bronzeado natural em 15 minutos

Como ter um bronzeado natural em 15 minutos

Nasci em Setúbal e isso fez com que me habituasse a ir à praia de verão e de inverno, fosse para apanhar sol e dar uns mergulhos ou apenas para ouvir as ondas e ver a chuva a cair. Sempre adorei praia e sempre fui daquelas pessoas que ficam bronzeadas rapidamente – e o quanto eu adoro estar bronzeada!

No entanto, por questões de trabalho e algumas outras razões mais pessoais, os últimos 2 verões foram passados quase sem meter um pé na praia. Isso fez com que rapidamente ficasse com uma cor de lula terrível, que me deixa com vergonha até de usar vestidos e calções.

Este ano espero conseguir contornar o assunto e aproveitar os fins de semana para meter o bronze em dia, mas porque esperar que o tempo se decida requer demasiada paciência que eu não tenho, fui experimentar fazer solário.

Nunca tinha experimentado esta técnica antes mas já acompanhava algumas das publicações de centros que têm este serviço e a semana passada decidi arriscar no Summer Spot – que fica atualmente em Santo Amaro de Oeiras mas irá mudar brevemente para Carcavelos.

À chegada foram-me feitas algumas perguntas sobre a minha pele, nomeadamente como reage ao sol, para me aconselharem qual a melhor máquina e tempo para mim. Neste espaço estão disponíveis máquinas de 600 turbo e 800 turbo em sessões de 10, 15 ou 20 minutos. No meu caso fiz 15 minutos na de 800 e o resultado é bem visível.

As máquinas são todas desinfetadas após a utilização e são muito fáceis de utilizar mesmo por quem nunca experimentou. A parte de cima fecha mas é bastante fácil de abrir caso haja alguma emergência e logo por cima da nossa cabeça – depois da máquina fechada – ficam os botões em que podemos ver o tempo e controlar a ventilação do corpo e rosto para que estejamos o mais confortáveis e relaxadas possível. As máquinas do Summer Spot têm ainda disponível borrifos de água. Eu não os utilizei mas digo sinceramente, foi tão relaxante que nem dei pelo tempo passar e senti-me super confortável.

Tinha algum receio de várias coisas antes de experimentar e acredito que algumas de vocês também tenham por isso vou tentar ajudar com a minha experiência.

 

Processed with VSCO with a5 preset

Processed with VSCO with a5 preset

Processed with VSCO with a5 preset

É demadiado quente e eu sou claustrofóbica

Este era um dos meus principais receios. Já tentei fazer sauna e senti-me sempre mal e tinha receio que estar fechada dentro de uma máquina quente – ainda por cima num espaço pequeno em que temos de estar quietinhas para bronzear uniformemente – fosse ser uma tortura. Mas não, deitei-me, fechei a máquina, fechei os olhos e foi muito bom, super revigorante após um dia de trabalho.

 

Posso ficar às manchas

No solário a única maneira de ter manchas é determinadas partes da pele estarem cobertas e não estarem expostas à luz e radiação. Se nos deitarmos bem esticadinhas, com as pernas e os braços afastados e o cabelo bem preso para não ficar nada a marcar a nuca – sem acessórios NENHUNS, apenas com as cuecas de biquíni – não há maneira de ficarmos às manchas, porque a máquina bronzeia de modo uniforme.

 

Posso apanhar um escaldão

É para evitar isso que é feita uma análise à pele antes de se aconselhar potência e tempo. Cada pessoa é uma pessoa e se têm uma pele branquinha e sensível, não vale a pena usarem a potência máxima durante 20 minutos porque vão acabar com danos na vossa pele. Quanto mais branquinhas mais sessões terão de fazer, com menos potência e menos tempo de cada vez. Quanto mais morenas ou com peles que reagem melhor ao sol, mais aptas estão a passar mais tempo no solário sem danos. Por isso é essencial que digam sempre a verdade sobre a vossa pele.

 

Solário provoca cancro

Solário, sol, tabaco, poluição, genética… Isto é um bocadinho um mito, porque as pessoas acham que por fazerem 4 ou 5 sessões de solário por ano estão a aumentar drasticamente a probabilidade de ter cancro, quando na verdade fazemos coisas no nosso dia a dia que são tão ou mais perigosas para a saúde. O simples facto de passarmos 2 ou 3 meses do ano na praia, a apanhar escaldões e passar as piores horas de calor ao sol é bem mais perigoso do que fazer umas sessões de solário antes do verão. Com conta, peso e medida não há nenhum risco alarmante para a saúde.

 

São necessárias muitas sessões para ver resultados

Nada disso, eu só fiz uma sessão de 15 minutos e já tenho marca de biquíni bem visível. Claro, ainda não estou da cor que desejo mas mais 2 ou 3 sessões serão o suficiente para ficar com um bronzeado bonito.

 

O resultado é artificial

Da mesma forma que pessoas que passam demasiadas horas ao sol ficam com a pele feia e envelhecida, as pessoas que abusam do solário também ficam. Mas desenganem-se se acham que o bronzeado de solário se nota que é artificial, na medida certa a cor com que ficam é super natural e bonita.

 

É muito caro

Isso dependerá sempre do local onde fizerem mas no Summer Spot não é nada caro mesmo. Os preços começam em 9€ (10 minutos na máquina de 600) e vão até 13,50€ (20 minutos na máquina de 800). A sessão que fiz, 15 minutos na máquina de 800, custa 11,50€. Acho que são preços bastante acessíveis tendo em conta que normalmente 3 a 4 sessões são suficientes para um bronzeado bonito.

 

Depois da experiência fiquei com uma opinião bastante positiva. Obviamente que o bronzeado do solário não dura para sempre, desaparece tal como um bronze normal, por isso é que a maior parte das pessoas faz algumas sessões no início de verão e depois aproveita o sol e a praia para bronzear ainda mais e manter a cor por mais tempo. A vantagem é que depois de fazermos solário a probabilidade de apanharmos um escaldão é mínima, porque o solário bronzeou a pele e preparou-a para receber os raios de sol.

Fiquem atentas que mostrarei os meus resultados das próximas sessões 🙂 E se quiserem marcar a vossa sessão podem ligar para o 91 73 14 600 ou visitarem a página de Facebook da Summer Spot.

Follow:

2 Comments

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *