Guia essencial para uma viagem a Lyon

Shopping

Lyon não aparece nas listas dos principais destinos turísticos de França. Mas a cidade é uma excelente opção para os turistas. A terceira maior cidade francesa, só atrás de Marseille e Paris, Lyon tem mais de dois milhões de habitantes. O total da população pode indicar que se trata de um gigante aglomerado de pessoas, mas é uma cidade que tem o seu lado calmo e tranquilo.

Sobretudo, é um lugar excelente para quem gosta de história. Lyon data de mais de 2 mil anos, fazia parte do Império Romano como um importante centro comercial e, desde o século XIX, é relevante para a economia francesa. Isso está refletido na quantidade de museus existentes.

O centro antigo é considerado património mundial pela Unesco. Lá estão o Museu de Belas Artes, Place Bellecour, teatro Opera e o famoso bairro Croix-Rousse.

No entanto, Lyon não é uma cidade que vive só do passado e com referências culturais aos antigos dias. Este é um lugar universitário e que abriga muitos estudantes de outros países. Portanto, a vida noturna é bem agitada, com bares e discotecas que invadem a noite na zona sul e nova da cidade.

Para conhecer os pontos turísticos mais tradicionais desta fotogénica cidade, podem aderir ao Lyon City Card. Este cartão dá acesso gratuito ou desconto aos transportes públicos e principais atrações tendo opções desde 1 a 4 dias. O Lyon City Card é interessante se não são fãs de conhecer a cidade a pé, pois é vantajoso utiliza-lo nos comboios durante a vossa visita. Ainda assim, eu prefiro sempre dar corda aos sapatos e explorar a cidade caminhando.

As bicicletas também são muito utilizadas por lá e os universitários adoram pedalar. Para os turistas, esta é uma ótima forma de conhecer a cidade, pois Lyon tem várias ciclovias. As bicicletas Vélo’v são excelentes, pois podem ser alugadas nas estações.

A vida noturna de Lyon coincide com os casinos. São mais de 30 no território francês e Lyon também é forte nesse tipo de entretenimento. O Casino Lyon é o mais famoso da região e segue a tradição francesa na roleta. Esse tipo de entretenimento é muito famoso no país, pois a origem foi desenvolvida principalmente em França. Portanto, para completar a viagem a Lyon, é interessante dar pelo menos um saltinho ao casino para conhecer um pouco mais dos hábitos de vida noturna na cidade.

Além dos casinos, a gastronomia de Lyon é algo imperdível. Considerada uma das capitais da comida francesa, há dois lugares especiais que concentram a gastronomia de Lyon. O primeiro é o Mercado Les Halles Paul Bocuse, um lugar para comprar e comer queijos, doces e vários pratos locais. Já o Centre Commercial Confluence é mais urbano, porém, reúne uma grande quantidade de restaurantes e bares.

No bairro de Vieux Lyon também se come muito bem. Nessa parte histórica estão os restaurantes mais tradicionais da cidade, alguns com cerca de 100 anos de tradição. Estes, no entanto, são um pouco mais caros do que os que falei acima.

«Lyon testemunha o encontro entre os rios Saône e Rhône. Vive de épocas que se cruzam e colinas e bairros que guardam segredos. A arte sente-se nas ruas e a gastronomia é mais uma forma expressão artística», é como o Sapo Viagens descreve a cidade.

Outra vantagem de Lyon é o facto de ser uma cidade que não depende do frio ou calor para ser atrativa. É um lugar que mantém as suas atividades quase em qualquer estação do ano. Agosto é o único mês em que a cidade se encontra mais vazia e com menos alma, porque os estudantes universitários regressam a casa.

Lyon não é uma cidade glamorosa como Paris ou o Mónaco, mas pode surpreender-vos pela sua cultura e por ter um pouco de tudo para fazer. Um destino imperdível para quem adora uma tradicional cidade francesa.

(Visited 114 times, 1 visits today)

Mais artigos para ti

  • JU VIBES
    21 Junho 2018 at 12:24 am

    Já estive em Lyon durante um dia e a minha primeira impressão foi agridoce. Adorei a parte velha da cidade, mas não tanto a parte nova. Suja, culturalmente diversa, mas parece que as diferentes culturas não se fundem. Achei essa parte da cidade um tanto ou quanto insegura… talvez volte um dia para tirar a prova dos nove.